quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

Algumas fotos e notícias frescas

Olá de novo!

Ontem visitámos família e trouxe-a para o carro ao  colo, embrulhada numa mantinha, pois à noite estava frio - ela não fugiu, aninhou-se e veio como um bebé. Nota-se bem que está frágil, mas, apesar disso, hoje pareceu-me mais bem disposta.

Está muito frio e muita chuva, e ela tem medo do barulho do vento, e foge para perto de nós, quando ouve a ventania nas janelas.

Consegui colocar aqui as fotos do banho e aqui vão : depois do banho, foi aninhar-se junto do Gabriel.E ele ficou com ela a dar-lhe miminhos - quem não gosta de miminhos?





Aqui está a secar o pêlo. Ela gosta do secador e até se deita e quase adormece quando estou a secá-la...



Aqui o Gabriel apanhou-a com o flash e ela abriu os olhos!



E é mesmo bom ter uma amiguinha assim, não acham?




domingo, 22 de dezembro de 2013

Em vésperas de Natal...

Olá amigos e amigas da Nucha!

Desculpas por não mais ter aqui vindo falar convosco: a Escola não deixou tempo livre, e depois fiquei sem computador, o que, nos tempos atuais , é muito incómodo e me impediu de aceder ao blog como desejaria ter feito.

Ela melhorou muito com a ração hipoalergénica e deixou de ter aquelas comichões todas.Assim, deixou de tomar cortisona e o apetite voraz também se foi e eu atrever-me-ia a dizer que até as patinhas de trás pareceram recuperar mais a forcinha que tinham.

Nos últimos tempos, porém , a nossa velhota começou a mostrar que tem idade.
No último banho - há cerca de duas semanas ou três - ela já não se conseguia manter em pé o tempo todo e foi preciso eu segurar nela enquanto o Gabriel lhe dava banho. Temos fotos, mas ainda estão na máquina...espero conseguir colocar ainda esta semana!

Com o frio que se tem feito sentir, a Nuca muitas vezes já não tem querido sair à noite, treme muito ao fim da tarde e tem comido menos. Noto que tem vindo a perder a força nas perninhas que parecem mais tortitas agora quando ela se levanta.

Comecei então a pensar que o caminho estava a ficar mais curto para ela...

A verdade é que, susto atrás de susto, batalha atrás de batalha, ela tem estado connosco sempre e já vai passar o segundo natal aqui em casa!

Assim, e nestas vésperas de festas, fica aqui o desejo de um bom natal para todos e que,em breve, haja mais notícias e fotos da nossa anciã patuda.


sábado, 9 de novembro de 2013

A Nucha está mais velhinha...

Olá amigos e amigas da Nucha!
Obrigada pelo vosso interesse e pelos votos de boa recuperação da Nucha.



A Nucha melhorou com aquela medicação ,mas assim que começámos a reduzir a cortisona a comichão voltou. Já estávamos todos contentes, pois ela já ficava muito tempo sem o colar, só o deixávamos por precaução durante o tenpo em que não estávamos, e tudo parecia encaminhado, mas ...zás! voltou a coceira!

Hoje fomos com ela de novo à Clinicão.
Nova observação e avaliação do estado dela e registo de todas as informações que pudessem explicar esta "sensibilidade extra " da pele da Nucha. Olhando para a pele dela  , e tirando as  marcas das lesões que ela fez a coçar, não se vê nada, a não ser um pêlo fofo e brilhante ,digno de uma jovem!
O equílíbrio será  difícil de conseguir: doses mais agressivas de medicamentos iam tirar a comichão, mas teriam efeitos mais adversos, agravados pela idade dela- pois, esquecemo-nos, mas ela é uma cadelinha muito velhinha.
Depois de uma longa conversa entre a Dra Ana e eu, ante o olhar atento da Nucha  - que , assim que a coloquei na marquesa, se deixou logo escorregar e ficou deitadinha o tempo todo - fiquei (mais ) consciente de que a idade está lá, e que a medicação de cortisona já começa a fazer notar alguns efeitos. Sobretudo um " fome desvairada!, mas também alguma moleza nos membros posteriores. Esta eu  tenho atribuindo ao "mimo extra" que ela quer quando voltamos do passeio e ela recusa subir a escada, pegando eu nela ao colo. Afinal , é também a idade a dizer " estou aqui!".

Temos de continuar a tentar diminuir a comichão, mas sem comprometer os outros órgãos, pelo que ela vai continuar com a cortisona e uma pomadinha cheirosa, e vamos também mudar a ração para uma hipoalergénica. A que ela está a comer foi a que ela comeu desde o primeiro dia aqui em casa, mas, vamos minimizar ainda mais os factores que podem ter despoletado isto. Se não obtivermos resultados, teremos de avançar para medicamentos mais fortes, que trarão potencialmente efeitos mais adversos.

Talvez possa parecer um pouco emotiva a minha postagem de hoje, mas é verdade que ,apesar de saber que tinha trazido da APAFF "uma velhota" - e refiro-me, sorrindo,  a ela muitas vezes assim :  " a minha velhota" - como ela tem rejuvenescido tanto e tem saído vitoriosa de algumas batalhas difíceis, eu tenho-me esquecido da idade dela.

Vamos, então,  caminhando por etapas, com muita paciência da Dra Ana e de todos nós aqui, pois queremos que a Nucha viva confortável e descansada  todo o tempo que ainda puder partilhar connosco, sem comichões, sem colar na cabeça e sem dores.

Para terminar com uma nota de bom humor, deixo já o registo: colocámos a nova ração na tigela, só um bocadinho a ver se ela gostava. Ainda pensámos que não gostasse e que comesse menos, o que seria bom pois não pode aumentar de peso, mas enganámo-nos: a Nucha "atirou-se" à nova ração com todos os dentinhos que ainda tem e , apesar de os grãos serem  ligeiramente maiores - os da ração dela que é especial para senior são muito  pequeninos - não houve nem um que escapasse!

Até breve!






Guloseima ? Dás-me? Dás-me?

Olá amigos e amigas da Nucha!

No fim de semana passado, o Gabriel teve a visita de um amigo seu de longa data, e, por isso, foi para todos um fim de semana diferente. A Nucha , sempre à espera de festinhas, não estranhou nada o amigo do Gabriel ,o qual de resto já conhecia, e não se fez nada esquisita, trepando sobre ele à mesa a pedir petisco - já sabe que eu não dou e que o Gabriel também não, por isso tentou a sorte com a "visita", mas não conseguiu nada...

Na foto está ,resignada, na sua caminha da cozinha, quando desistiu de pedir "guloseimas"...



 ....e adormeceu.

Na noite de sexta feira, ainda envolta em sustos e partidas de Halloween, a nossa casa foi invadida por uns quantos bichinhos pretos  voadores e umas quantas abóboras sorridentes.
Deixo-vos as fotos :






Eram criaturas simpáticas, estas, e a Nucha nem se importou que elas passassem a noite por aqui.
Aqui está ela a  aguardar a sua saída noturna de sexta feira  com muita calma e paciência.



 Até breve!

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Banhinho...sabe bem!







Olá amigos e amigas da nossa Nucha!
Temos tido muito trabalho escolar e não tem sido fácil encontrar uns minutos para vir aqui.
A Nucha recuperou bem da cirurgia, esteticamente a costura nem se nota e fisicamente voltámos a ter a nossa Nucha de volta, até, talvez, mais enérgica! Custa a crer que tem já 17 anos! Contudo, não demorou muito o nosso tempo de sossego.
Há umas semanas a Nucha começou a coçar-se muito e, após um dos banhos, verificámos que ela tinha uma lesão de pele na perna. Aplicámos os ensinamentos da nossa  veterinária e desinfectámos a ferida(sim, já era ferida!) e pusemos a pomada habitual. No dia seguinte, consulta.
Trouxemos medicamentos de uso tópico e a cortisona em comprimidos, uma espuma formidável para lhe dar banho seco dia sim dia não e ...colar.
Fizemos o tratamento, mas a  nossa "velhota" aproveitou uns momentos de folga sem o colar e fez nova lesão. Voltámos à veterinária. Mais um corte de pelo para facilitar a limpeza e aplicação dos medicamentos, e ...colar dia e noite!
Esta semana mais uma lesão...
Sempre que acabamos o tratamento a comichão volta e aparecem novas lesões, pois a Nucha, apesar de ter dentinhos idosos, ainda se lambe e coça com força e não é preciso muito tempo para fazer lesão!
Ontem, voltámos à Clinicão.
Como sempre, a Nucha é recebida com afagos e mimos, e é uma festa na sala de espera, pois adora os outros caezinhos (mas rosna às fêmeas).
A Dra Ana, com a dedicação de sempre, e ponderando a idade e todos os efeitos colaterais de medicação mais forte, optou por um reajuste na cortisona e fez testes para doenças de pele mais complicadas (sarna e outra coisa que não sei o nome) - a  Nucha não tem nada de grave. Como é muito velhinha (apesar de não parecer) a medicação tem de ser muito bem ponderada, valorizando sempre os tratamentos coadjuvantes (banhos e "vitaminas para a pele"...), para que ela não sofra outras complicações, evitando-se coisas mais agressivas que poderiam resolver o problema, mas criar outros. É um equilíbrio difícil, mas compreendo perfeitamente a abordagem da veterinária e concordo com ela: temos de ir tentando e ajustando conforme a resposta do animal. Não há comprimidos mágicos!
Como o Davis era um shar pei e esta raça é conhecida pela sensibilidade da pele, já estou habituada a estes problemas e sei que demoram a tratar.Só que o Davis era um jovem e robusto animal, e podia "aguentar"  doses maiores de medicamento...era tudo proporcional, claro! Na velhice, a resposta também é mais lenta.
Trouxemos um antibiótico, mais uns coadjuvantes para tornar a pele mais resistente, e lá viemos de novo com o colar.
A Nucha passou uma noite mais calma, dormiu sem se coçar muito (de noite, ela mexia-se e virava-se e é impossível não acordar com os ruídos que fazia, pois agora dorme na cesta ao lado da minha cama e eu "vigio" o sono dela quer queira ou não queira). 
Vamos esperar que esta medicação acabe com a comichão de vez!
As fotos são de um dos banhos há umas semanas atrás -o banho é feito com um shampoo "anti-coceira" e ela parece fica melhor depois.


 A Nucha esticou-se toda na banheira!!Estava a gostar, não acham?




E aqui vai ela, toda embrulhadinha, para a secagem do pelo com o secador - dessa parte já não temos fotos, pois o Gabriel tinha de ir fazer os trabalhos de casa. Fica para a próxima!

sábado, 28 de setembro de 2013

Como passear a Nucha? O Gabriel mostra como se faz

Olá!
Hoje vou mostrar como se passeia a Nucha. Depois de lhe meter a trela, saio de casa.

No elevador ela puxa muito pois está doidinha para ir à rua.
 Quando chegamos ao parque eu ando devagar para ela escolher um sítio bom para ela.
Se algum cão dos vizinhos ladrar, o que é muito vulgar de acontecer, ela fica à escuta e às vezes responde também!
 A Nucha costuma cheirar a relva toda, muitas vezes!
Depois dela ter feito xi-xi eu sento-me um bocadito para ela descansar. E eu também!
 Depois voltamos para casa. Ela sabe o caminho de volta e agora já não puxa!
 Já entrámos e eu fecho a porta com cuidado para não fazer barulho.
 Depois entramos no elevador.
 A Nucha entra logo. Mas hoje apeteceu-lhe brincar e ficou parada! A porta fechou-se!
 É tão fofinha, não é?
 Quando chego a casa tiro a trela da Nucha, ela costuma ir beber água e depois deita-se, toda satisfeita.
 Desta vez nem foi para a caminha. Ficou no chão da cozinha!
 E daí a pouco estava a dormir!
Espero que tenham gostado da reportagem! Gabriel

terça-feira, 10 de setembro de 2013

O regresso à escola está aí!



Olá amigos e amigas da Nucha!
Esta semana marca o regresso à escola. Começam as minhas reuniões na escola para preparar o arranque do novo ano lectivo. E na sexta-feira é a vez do Gabriel "se apresentar ao serviço". A Nucha vai passar mais tempo sózinha. E o que ela faz quando não estamos em casa? Fica com a casa toda para ela! Mas especialmente alterna entre a caminha que lhe deixo junto à porta e o chão mesmo junto à porta. Fica aqui, a dormir, à nossa espera. É tão querida. Gostávamos que ela não ficasse no chão, há corrente de ar e ainda se constipa! 

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

A Nucha tem uma pelada!


Olá amigos e amigas da Nucha!
Quando pensávamos que íamos festejar o 1º aniversário da Nucha em beleza...PELADA! Ontem fomos jantar fora e até a deixámos com o funil na cabeça, parece que estávamos a adivinhar! Quando chegámos entendemos por bem libertá-la. Entre as 22.30h e a meia-noite a D. Nucha esgravatou a barriga e fez uma pelada na zona do rabiote!Lá fomos a correr limpar as feridas, colocar o colar e umas meias para evitar mais danos. Hoje, depois de ter regressado da escola, levei-a ao veterinário. Não houve outra maneira - o pelo teve de ser cortado para prevenir infeções e permitir a boa limpeza da região! Esta perspectiva é de evitar amanhã, dia de festa. Não fica nada bem na fotografia!!!! Uma pelada!!! O colar é para ficar e as meias nas patinhas traseiras possivelmente também! A Nucha tem uma dermatite! Já lhe dei os medicamentos e penso que em breve as comichões vão largá-la. Mas, adeus fotos bonitas no dia do aniversário!

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

A Nucha está quase, quase boa!



Olá amigos e amigas da Nucha!
Ontem levamos a nossa peludinha ao veterinário. Apenas anteontem notámos que as pequenas perdas de sangue estavam a diminuir. A veterinária disse que até era bom que ela expelisse sangue, pelo que apesar disso nos inquietar, também era melhor do que se ficasse escondido dentro dela. Mas a ecografia é que mostrou o mais relevante: muito pouco líquido e inflamação diminuta. Tudo está a ir bem para a Nucha! No entanto ainda vamos continuar com o tratamento, antibiótico por mais uns dias e depois poderemos dizer que tudo sarou.
Estas fotografias foram tiradas no dia anterior a ela ter roído a teta!Ampliando até conseguimos ver que tudo estava bem na barriguinha dela. Esperamos que ela agora não se lembre de começar a roer outro mamilo, a cauda, uma pata!Por precaução a Nucha ainda anda com o colar pois de vez em quando coça que coça na barriguita! Esta semana vamos dar-lhe uma banhoca boa e depois retiramos o colar. Ela nunca mais subiu para a cama nem para o sofá. Não temos deixado. Mas penso que assim que tirarmos o colar e as barricadas que ela vai voltar a saltar pois sempre tira as medidas e olha para lá, como se estivesse a estudar a melhor maneira de dar o salto, com colar e tudo, colar que nem foi impedimento para saltar, verdade!
Obrigada a todos os que seguem as pisadas da Nucha! 


E agora uma palavra para todos os amigos e amigas do Davis, o nosso shar pei,  que há cerca de um ano nos ajudaram a reunir a verba para a operação à coluna, partilhando o link do blogue Vamos ajudar o Davis nas redes sociais, organizando leilões, doando peças de bijuteria, livros, produtos, donativos em dinheiro. E que depois nos enviaram palavras reconfortantes no seguimento do momento complicado em que soubemos que não havia outra solução, que tínhamos de eutanaziar o nosso cão para acabar com o seu sofrimento. 

O Davis e a Nucha não podiam ser mais diferentes mas são iguais na dedicação à família que os acolheu. Os nossos cães tornam a nossa vida melhor todos os dias. Esta casa não seria a mesma sem o som das patinhas a correr pelo chão ou os incessantes abanos de cauda! Toda a casa devia ter um cão e todo o cão devia ter uma família! O nosso conselho é, se puderem, isto é, se reunirem as condições para tanto, adoptem um animal, um cão, ou um gato. É uma experiência enriquecedora. Mas nunca tomem essa decisão de ânimo leve e sem se informarem do que isso importa. Pesquisem antes, leiam, falem com pessoas que têm animais. O animal tem de ser respeitado e isso significa compreender as suas necessidades e estar preparado para garanti-las o melhor possível ao longo da sua vida.

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Oh, não! Reação aos pontos!

Olá a todos!
Mais uma ida ao veterinário! Esta foto é fresquinha, acabada de tirar. A Nucha está a dormir, muito sossegada. A costura na barriguinha está melhor de ontem para hoje, disse a veterinária! Que bom! Mas ontem, assim que viemos de lá, notámos que a Nucha estava a perder sangue! Muito pouco, é verdade, é apenas um bocadito, mas está lá, fica nos pelos da cauda. Então contactámos logo e ficámos de voltar hoje se se mantivesse a situação. Lá fomos, a meio da tarde. O que se passa? Os pontos internos estão a fazer reação! É o que se vê na ecografia. Com receio de que possa vir dali uma infeção, e para prevenir, a Nucha vai ter de continuar o antibiótico. Os comprimidos são grandes, mesmo se cortados ao meio, e pior do que isso, ela cheira-os a uma légua de distância, e, claro, já não come nem o bolinho mais lindo, seja de atum, de pescada, de salmão ou de caviar onde eu esconda o comprimido malcheiroso! Vêm aí mais uns pequenos almoços e uns jantares complicados, até porque ela está muito esquisita com a comida, habituada só a petiscos, mimos de quem está doente! A ração seca, que ela comia tão bem, fica toda na taça! Espero que ela fique bem por todas as razões mas também porque o dinheiro não abunda e começo a ficar preocupada. Não que ela não mereça o melhor, mas a vida não está fácil! A medo perguntei à veterinária se a Nucha não teria de ser operada novamente...!Ela disse que seria a primeira vez que tal aconteceria por causa de uma reação aos pontos! Fiquei mais tranquila. Vamos, Nucha, toca a sarar depressa, vem aí o teu aniversário, um ano connosco!